La Salle – Abrantes

Na Cidade de Abrantes será inaugurada, no dia 17 de junho de 2018, a Praceta São João Batista de La Salle – Patrono Universal dos Professores.

Trata-se de uma homenagem e reconhecimento ao Povo de Abrantes de e a todos aqueles que deram vida àquela casa de conhecimento e cultura na segunda metade do século passado.

Esta iniciativa contou com o apoio da Câmara Municipal que desde a primeira hora lhe deu acolhimento e desenvolveu todos os procedimentos burocráticos e promoveu as diligências necessárias quer ao nível urbanístico quer ao nível da logística.

Desta forma quis a edilidade prestar tributo aos Irmãos de La Salle e sinalizar a sua presença naquelas paragens dando o nome do Fundador da Congregação ao espaço fronteiriço ao antigo Colégio La Salle que doravante se denominará “Praceta São João Batista de La Salle”.

A organização e produção do evento (consulte aqui o programa) é da responsabilidade da Associação de Antigos Alunos de La Salle, de onde podemos destacar o empenho e dedicação do Antigo Aluno de La Salle Eugénio Marques e o Antigo Aluno e Ex-Irmão da Congregação Carlos Borrego, que reconhecidamente agradece toda abertura, disponibilidade e apoio da Câmara Municipal de Abrantes, nomeadamente da sua Presidente Dr.ª Maria do Céu Albuquerque.

 O Colégio La Salle em Abrantes

De acordo com José Vieira, no seu blog COISAS D’ABRANTES, poderemos encontrar o seguinte registo

1959/1975 – na sua curta existência como “LA SALLE”, dirige o colégio a Ordem religiosa La Salle e. Frequentam o colégio jovens de todo o continente e ex-colónias.

Possui o La Salle – campo de futebol, basquetebol, ringue de patinagem, piscina de 25 metros de competição, ginásio, cineteatro, salas de estudo, um laboratório moderníssimo, capela e igreja. Teatro, tuna, poesia, conjunto musical, era pois uma escola moderna empenhada na formação integral do aluno.

-1975/1979 – funciona como Liceu Nacional de Abrantes.
-1979/1992 – funciona como Escola Secundária Nº 2.
-1992/2007 – funciona como Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes (já não era sem tempo darem este nome a quem de direito).
-2007 – até ao presente (2016), após renovações, funciona como Escola Secundária 2/3 CEB Dr. Manuel Fernandes.

Podemos concluir que não foi pelo tempo em que os Irmãos de La Salle dirigiram aquele Colégio que a distinção lhes é atribuída pelo Município e Povo de Abrantes, mas pelo muito que fizeram em passagem tão curta.

Valores Humanistas, Ensino, Educação e Formação são marcas que podemos ainda hoje encontrar em cada Aluno de La Salle que por lá passou nos idos anos 60 e 70.

João Batista de La Salle

João Batista de La Salle (30 de abril de 1651, Reims, França – 7 de abril de 1719, Saint-Yon, França) foi um sacerdote, pedagogo e pedagogista francês inovador, que consagrou sua vida a formar professores destinados a formação de crianças pobres. Foi fundador de uma congregação religiosa, os Irmãos das Escolas Cristãs, ou Irmãos Lassalistas, dedicada à educação, especialmente dos mais pobres. Em 15 de Maio de 1950 foi declarado patrono de todos educadores, pelo Papa Pio XII.
Foi canonizado pela Igreja Católica. Sua festa litúrgica é comemorada no dia 7 de abril.

Vocação sacerdotal

Nascido de uma família de juristas, era o filho primogênito de Luis de La Salle e Nicolasa Moët. Luis era conselheiro do Rei Luis XIV, e Nicole era de uma família de fabricantes de Champanhe. Seu pai lhe havia preparado uma carreira jurídica, porém João Batista escolheu a vocação religiosa. Durante a infância se comprazia em sérios exercícios espirituais, oração e leitura de livros. Desde muito cedo sentiu-se impulsionado a consagrar-se a Deus e assumir o estado eclesial. Sua firmeza e determinação convenceu seus pais a darem permissão.
Em 17 de Março de 1668 recebeu as ordens menores em Reims. Sua vocação foi posta a prova devido a morte de seus pais. Sua mãe faleceu em 19 de Julho de 1671, seu pai em 9 de Abril de 1672. Assumiu a tutela de seus irmãos e irmãs, encontrando um orientador em seu primo Nicolás Roland, apenas 9 anos mais velho que ele, auxiliar na Catedral de Reims.
Retomou seus estudos de Teologia, tendo recebido o subdiaconato em 11 de Julho de 1672, em Cambray. Durante 4 anos, de 1672 a 1676 conciliou suas atividades canônicas, estudos e obrigações familiares. Foi ordenado sacerdote em 9 de Abril de 1678 e recebeu o título de doutor em teologia em 1680.

Vida Sacerdotal

A senhora Maillefer, prima de São João Batista, neste tempo patrocinava um projeto de abrir escolas para pobres, em colaboração com o primo Nicolás Roland. Porém a morte de Nicolas em 1678 interrompeu este projeto. Mas Maillefer não renuncia ao projeto e o coloca a cargo de Adrian Nyel, pessoa conhecida por seu zelo na educação cristã de crianças pobres, que se dirige a Reims com uma carta a João Batista.
Em princípios de 1679, João Batista alugou uma casa e fundou uma escola gratuita.
Em 1681 começa a receber professores pobres, definindo um regulamento, por primeiro sobre o modo de comportar-se, depois sobre a oração, Santas Missas e refeições.
Em 1683 renunciou aos seus bens e em 25 de Maio de 1684 fundou a Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs, com o objetivo de abrir escolas profissionais e lugares de educação para jovens que viviam nas ruas. Também em 1684 fundou em Reims a primeira escola para professores. Em 1688 abriu as primeiras escolas em Paris. Em 1692 criou o primeiro noviciado para os irmãos e em 1698 terminou de redigir as regras da Congregação.
Nas suas escolas introduziu diversas inovações como método de ensino: as lições eram dadas para um grupo, não mais tinham caráter particular; as aulas eram em francês, não mais em latim; aulas específicas de línguas modernas, matemática e ciências; os alunos eram divididos em classes por idade e conhecimento; horário definido para as aulas; escolas correcionais para jovens que haviam cometido crimes; os professores deveriam ter cursado as escolas normais. Todas modificações eram absolutas novidades na França.
Desenvolveu uma Teologia da Educação ao escrever várias obras sobre a educação escolar e espiritual, entre elas destaca-se Guia para Escolas Cristãs, um dos melhores livros de pedagogia do século XVII, que foi dominante nas escolas francesas por mais de um século. Trata-se de um livro em João Batista que resumiu a experiência pedagógica sua e dos primeiros irmãos. Escreveu também vários catecismos para uso escolar. Entre os livros espirituais, deve-se destacar as meditações, onde traça um itinerário espiritual completo para professores cristãos.
Morreu em 7 de Abril de 1719, em Saint-Yon, Ruán. Foi beatificado em 1888 e canonizado em 24 de maio de 1900, pelo papa Leão XIII.

Programa das comemorações

9h30

  • Chegada- Ponto de Encontro: Frente à Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes (antigo Colégio La Salle)

10h00

  • Celebração da Santa Missa: no anfiteatro da Escola Secundária Dr Manuel Fernandes.

11h30

  • Cerimónia de descerramento da placa e inauguração da “PRACETA S. JOÃO BAPTISTA DE LA SALLE- PATRONO UNIVERSAL DOS PROFESSORES”.
  • Deposição de uma coroa de flores, em homenagem aos Fundadores, Antigos Professores, Antigos Alunos e Antigos Funcionários.
  • Breves discursos: Presidente da Câmara e Irmão Provincial da Península Ibérica.
  • Foto de família.

13h00

  • Almoço-convívio na Quinta das Oliveiras- em Alferrarede (mesmo local do ano passado) – Animação e Queimada Galega ( Ir José Reboiras).

INSCRIÇÕES – Até ao dia 11 de Junho de 2018. Carlos Oliveira Borrego – 969005225 – carlosoliveiraborrego@hotmail.com

 

 

Close Menu